domingo, 15 de janeiro de 2012

Autopermissão

  É como se eu já tivesse passado por isso diversas vezes em um curto espaço de tempo e agora fosse tudo diferente. Não a situação, as circunstâncias. É difícil manter a cabeça no lugar quando tudo parece se perder, seus ideais vão escorrendo por entre os dedos e tudo o que você quer e precisa é fugir pra um lugar qualquer. Desses escondidos do mundo, sabe? Sem complicações, só vivendo. Vivendo de forma simples, leve e audaciosa.

  Por um momento eu me permiti desacreditar de tudo. Questionar, não me conformar, pensar em como o mundo é injusto e jogar a culpa em qualquer coisa ou pessoa que viesse à mente. Percebi que um momento cru, humano, do qual sentirei repúdio futuramente é preciso. É duramente necessário, eu diria. Só então pude me despir de tudo aquilo que vim guardando, pensamentos sem nexo e crenças que julguei sem sentido. Não, não permanentemente. Mais que isso: perder a fé para aprender a reciclá-la. Despir-se para cobrir-se com um sentimento mais puro que antes. Ser frágil para descobrir-se forte. Descobrir, no improvável, o alento que conforta o coração.

  Por tudo o que aconteceu, - desde o imprevisto mais simples até o mais doloroso - confio no meu destino. Às vezes a gente esquece-se do essencial, mesmo sendo este o mais singelo. Está tudo guardadinho, à minha frente, da forma que tem que ser. Esperando por uma menina mulher mais madura, mais calejada, mais confiante, mais crente em si mesma. Só quando estiver pronta – e isso só o tempo pode mostrar (desculpem o inevitável clichê) – poderei alcançar tudo aquilo que quero e almejo pro meu futuro um dia. Conformar-se com o aparente inconformável. Ei de aprender...

  Não desisto de maneira alguma.

Chora, disfarça e chora
Aproveita a voz do lamento
Que já vem a aurora

(...)

Disfarça e chora
Todo o pranto tem hora
E eu vejo seu pranto cair
No momento mais certo

Djavan – Disfarça e chora

4 comentários:

  1. "É difícil manter a cabeça no lugar quando tudo parece se perder"

    Tem momentos que realmente perdemos não só a cabeça, mais a fé, as forças e tantas outras coisas. Mas são fases da vida que nos ensinam a ser mais fortes, que serve de aprendizado e amadurecimento!

    bjs flor:*

    ResponderExcluir
  2. Adoro esses momentos de reflexão, parece que nos deixa mais leve né? Organiza nossas ideias.
    Texto maravilhoso, que nem você (:
    Beijos *:

    saahandradee.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Adoro ler seus textos, adoro o jeito que passa sinceridade e nos faz refletir em cada tema, gosto do conteúdo. Parabéns! Beijo.

    Divulgação: Ás vezes procuramos por informações, atualidades e vários outros assuntos que podem passar rápidos, compartilhamos sentimentos, as emoções, várias outras coisas que passam e outras ficam, que nem a sexta feira.. Então, decidimos colocar isso é só uma página e levar até você, leitora. Pode dar uma olhadinha, e se gostar.. pode seguir?
    http://naultimasexta-feira.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Citando Cartola? Mas é linda demais você! Linda e expressiva *-*
    Então, o que eu tinha em mente pra comentar é justamente a sua conclusão: não desista e boa sorte pelo caminho!

    ResponderExcluir

Deixe sua lembrança...