domingo, 25 de dezembro de 2011

pequenez

  Sensação de uma enorme impotência em relação ao mundo. Pequena, pequena, pequenina demais. Parece pouca coisa, mas tem tanta coisa acontecendo e eu aqui. Aqui pensando, remoendo, me formulando de novo. Querendo fazer algo que me faça sentir de bem com o mundo, bom para alguém, transparecer felicidade com os olhos, transformar um dia. Sensibilizar com o imperceptível, perceber minha pequenez na infinitude de um mundo tão injusto e cruel. Sou pouca e grande quando quero, quando cabe, quando caibo em mim. Quero mais que tudo agora me mover, fazer o bem. Não olhar para o que há por trás de cada ação premeditada de uma elite que finge sorrir para transparecer estar bem. Distanciar-me do provável, do esperado e da conduta que esperam que seja seguida.

  Deve ser esse espírito natalino despertando vontades que sempre tive, mas permaneciam adormecidas e desmerecidas aqui dentro. Preciso me fazer bem fazendo o melhor àqueles que precisam de mim. E muitos precisam, mesmo sem saber. Ajuda vem de dentro, do coração, da alma, da humildade de se enxergar imperfeito e necessário de mudanças. Sou pequena, liberta, preciso voar. De novo e mais alto, fazendo o mínimo pra chegar ao topo de um lugar desconhecido. Não há ouro, prata, jóias lá. Há gratidão, alegria, pureza, docilidade, apego. Necessidade de sentir. Sentir o amor, a fraternidade, a compaixão, o berço e o colo. Sem esperar e precisar de nada em troca, porque a sensação é de preenchimento de um vazio completo.

2 comentários:

  1. Linda, adorei o post! É impressionante o quanto somos parecidas nesse sentido... Estou vivendo uma fase turbulenta para mim também e me sinto muito impotente! Mas nós somos gigantes viu? rs
    Muita saudade de você!

    ResponderExcluir
  2. "mas tem tanta coisa acontecendo e eu aqui. Aqui pensando, remoendo, me formulando de novo."

    alguns meses me sentia exatamente assim e doía tanto :/
    seguindo aqui tbm flor, obg pela visita em meu blog é sempre bem vinda, bjs

    ResponderExcluir

Deixe sua lembrança...