segunda-feira, 24 de outubro de 2011

O hoje que ficou pra ontem

  O choro levou embora uma parte de mim. Bruto, tomou-me impiedosamente e me pôs de um jeito vulnerável. Precisei dele, ainda que contra a vontade de todos, até mesmo contra minha vontade. Ele me tirou o mais profundo sentimento de decepção ou algo que não consegui definir. Difícil resignar-se com o que não é escolhido por sua própria vontade. Todos dizem para aceitar, como se tudo pelo qual se passa não valesse mais nada e simplesmente o que tem a ser feito é abaixar a cabeça e conformar-se. É difícil demais e não me acho sendo justa ao reivindicar isso, apenas não se pode evitar. Fácil proferir que cada coisa tem seu tempo, ainda que eu acredite piamente nisto. É duro demais ver a facilidade com que as coisas se perdem.

  Ainda assim, precisei de um pequeno tempo para notar que, não importa o que eu precise passar, não pretendo deixar que minha força de crescer vá embora. Sei que sou forte e é por meus sonhos que continuo. O dia inteiro fiquei com esse trecho na cabeça: “Milagres acontecem quando a gente vai à luta”.

  Para tentar de novo, é preciso estar pronto para recomeçar. Que o hoje fique para ontem...

2 comentários:

  1. Vi o que você twittou ontem sobre a prova do ENEM e logo depois descobri que o mesmo tinha acontecido com uma amiga. Acontece mesmo, falhamos e aí é onde está a deixa para o recomeço.

    Boa sorte!
    Um beijo. :)

    ResponderExcluir
  2. A vida é todinha isso: errar, acertar, corrigir, levantar, cair, doer, sarar, ajudar, ser ajudado... E sempre restam apenas duas opções: prosseguir ou desistir. E é até engraçado o quanto pode ser difícil. A vida deveria ser flores sempre, mas infelizmente não é, né? E eu concordo: milagres acontecem quando a gente vai à luta. E no final das contas é muito mais gratificante quando algo acontece depois que fizemos algo, quando conquistamos com suor!

    Lívia - http://vocabuloblog.blogspot.com

    ResponderExcluir

Deixe sua lembrança...