terça-feira, 12 de outubro de 2010

Percepções

  Engraçado é ver como as pessoas mudam, mesmo que eu ache que fiquei para trás. Sei que não fiquei, apenas mudei de uma forma diferente e espero que seja a correta. Mas há uma forma correta para mudar? Será que o errado é definir o certo e o “não certo” de acordo com o jeito de cada um? Não sei mais o que pensar a respeito de tudo... Ou talvez eu saiba e só não queira externar. Quero ver até que ponto pode ir o ser humano na sua busca e tenho medo das respostas (tal busca é, necessariamente, por uma aprovação da opinião de um grupo). De qualquer jeito, isso me preocupa. Temo pelos amigos que um dia eu conheci e que hoje talvez não sejam os que recordo-me.

  Nostalgia é ver que nada mais é como antes e desejar voltar no tempo. Diferente do lamento de um passado perdido, que hoje tornou-se um futuro incerto e cheio de curvas obscuras.

  Não tenho muito a perder por tais mudanças. Ou talvez eu tenha, só não estou certa de que sejam realmente perdas. Só as considero perdas quando me farão algum tipo de falta ou alteração no meu presente/futuro. Quando esse não for o caso, é apenas um ciclo natural que a vida segue e que, sentindo ou não, tenho que aceitar.

  Desejo que tudo dê certo. Para os que ficaram para trás (e dessa vez do meu ponto de vista) e para aqueles que seguiram progredindo. Não me vale um retrocesso mascarado de progresso. Falsas verdades não me interessam.

4 comentários:

  1. Falsas verdades, não. Falsas mentiras, quem sabe.
    Muito bom. ;*

    ResponderExcluir
  2. Bom o texto. Na verdade, acho que não tem como ganharmos nada, mudarmos nada ou fazer o que seja, sem perder algo que gostamos.
    Mas quando perdermos ou deixamos algo pra trás, ficamos disponíveis para algo maior e melhor!

    A vida é vivida pra frente! Se alguem quiser ficar parado ou voltar, simplesmente vire de costas e acene um adeus!

    :D

    bjos

    ResponderExcluir
  3. Não há uma forma correta de mudar, acredito eu. Você amadurece e percebe depois que os outros também mudaram, alguma coisa nós deixamos para trás, claro, mas, se não deixássemos isso para trás não amadureceremos, porque é do passado que podemos concluir nosso futuro =)
    Como sempre, você escreve muito bem, nem preciso mais comentar né? rs garota precoce você hein?
    continue sempre assim

    beijos

    ResponderExcluir
  4. Bacana, Paulinha. Ando pensando muito nas pessoas que passaram pela minha vida e sumiram, nas cidades que conheço e nas quais nunca mais voltarei, nos relacionamentos amorosos que acabaram. Tão bom se a gente conseguir pensar que são apenas mais uma foto no nosso álbum, e não ficar se lamentando por não tê-los mais ao nosso lado. Ver a vida como uma coletânea de momentos, e estar inteira em cada um deles.

    ResponderExcluir

Deixe sua lembrança...