sábado, 2 de outubro de 2010

café sem açúcar

Acordo
Preciso ver o sol das quentes manhãs
Pensar no inimaginável para que eu possa ir além
do que sou capaz de sentir
Repreender-me por permitir e ousar ficar triste em meio a tudo
Lembrar você me faz sorrir e chorar por dentro
Pensar e não pensar quase instantaneamente
Saio de casa
Não há lugar mais acolhedor do que em meio a tantos rostos estranhos
Posso ser o que quiser
É quase libertador e quase me pego rindo ao lembrar...
Papel e caneta na mão, num bar, começo a escrever:
Um dia fomos alguém
Ou não fomos nada para ninguém
Mas fomos muito, muito para nós mesmos
Mais do que devíamos ser
Agora me permita...
Permita-me dizer que estou bem, obrigada
Fragmentada, talvez, e não íntegra
Mas inteira, se for possível
Escrever não me é mais válido
Você não vai ler, vai esquecer
No momento em que terminar a carta
Pensará em como tudo foi lindo
E só
Só, porque se usou o pretérito
Não imagine o amanhã que eu quero viver
Despeça-se de mim e diga ‘até logo’
‘Foi bom te ver,
Nos vemos por aí’
Preciso ir
Deixe o mundo mover-se sozinho
Me diga adeus
Não volte para enxugar minhas lágrimas e segurar minha mão
E que não seja pra sempre o adeus, mas o amor.
Dobrei o papel, chamei o garçom e pedi:
Entregue para o meu amor se o vir por aí
Cuidado, é frágil - eu o alertei.
Agora, por favor, uma xícara de café?

*******

  Ps: Esse mês o blog faz 1 ano :) Me sinto tão feliz, adoro escrever aqui e compartilhar meus textos. É engraçado olhar pra trás e ver que tudo começou como uma coisa pequena e sem valor. Vejo como amadureci, cresci, mudei. Parece que faz muito mais de um ano que estou aqui dada a importância desses textos, que são como filhos pra mim. Hoje o blog pra mim é essencial e estimulante. Que venha mais um ano e muitos outros !

Um comentário:

  1. eu simplesmente amei, de tantos e tantos que você escreveu, esse é indescritível. Cada vez mais, continue fazendo o que você gosta de fazer, porque, só de ler suas palavras, percebo que você tem potencial :D acredite, isso não é da boca para fora.

    Pois então, é isso, parabéns, continue assim.
    Abraços,
    Larah.

    ResponderExcluir

Deixe sua lembrança...