domingo, 28 de fevereiro de 2010

Noite


às vezes sentia-se cansada, exausta
não conseguia dormir
não por cansaço físico, mas pela pressão emocional que sofria todas as noites antes de deitar-se
era como se seus olhos não obedecessem a sua ordem
seu corpo sabia que ela não estava pronta pra dormir
era o que queria, mas sua mente simplesmente não parava de trabalhar
isso cansava até seu corpo, que já não dormia há umas 3 noites
era só fechar os olhos que a dor voltava, como aquele problema que sabemos que temos que resolver
mas adiamos por não fazer ideia de como fazê-lo
Então a dor ficava indo e voltando, alternando com estados de desânimo
alegria instantânea e choro silenciado pelo travesseiro
era tão instável que ora sorria, ora chorava
não que tivesse muitos motivos para sorrir
ela só tentava vencer a tristeza
( e por ora a vencia, mas não totalmente)
como se isso fosse possível...
a noite era a hora que mais odiava
por um lado queria dormir e sonhar
só nos sonhos podia ser o que quisesse
não importava o que e nem onde
ela simplesmente era
mas era à noite que sua cabeça trazia todas as lembranças
quando não sonhava, não conseguia dormir
porque a realidade era crua e verdadeira demais
para que a deixasse apenas fechar os olhos...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe sua lembrança...